top of page
Design sem nome.gif
  • Info Serrinha e Região

Terrorismo em Brasília: quem é Anderson Torres, secretário exonerado após ataques ao Congresso e STF

Medida foi tomada após diversas irregularidades apontadas durante pelo STF.


Considerado um dos principais responsáveis por não promover ações que impedissem a invasão de terroristas ao Congresso Nacional e ao STF no último domingo, Anderson Torres foi exonerado do cargo de secretario de Segurança Pública pelo governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.


Anderson Torres foi nomeado secretário de Segurança Pública do Distrito Federal no dia 02 de janeiro de 2023, e seis dias após ser nomeado foi exonerado sob suspeita de ter sido conivente com a invasão terrorista que culminou na depredação do patrimônio público.


Antes de voltar a assumir a Secretaria de Segurança Pública do DF, cargo que havia exercido de 2019 a 2021, Anderson Torres atuava como ministro da Justiça e Segurança Pública do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, deixando a função em 31 de dezembro de 2022.


Durante os ataques, Anderson Torres estava nos Estados Unidos, afirmou não ter nenhuma ligação com o ocorrido, lamentou a situação e acredita que o "execrável" episódio será totalmente esclarecido.

Comments


Design sem nome.gif
bottom of page