top of page
Design sem nome.gif
  • Info Serrinha e Região

Aprovação de empréstimo de até R$ 10 milhões para Serrinha gera debate sobre destino dos recursos


Maioria dos vereadores votou a favor do projeto que autoriza a Prefeitura a obter financiamento de até R$ 10 milhões.

A Câmara de Vereadores de Serrinha aprovou por 14 votos a 3 o projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a obter financiamento de até R$ 10 milhões que serão utilizados em obras de infraestrutura.


Os vereadores Edylene Ferreira, Ito Cardoso e Lucas Maciel votaram contra alegando que faltou transparência no projeto.


Durante a discussão, a vereadora Edylene Ferreira criticou o modelo apresentado, afirmando que faltou transparência na elaboração e apresentação do projeto que chegou aos edis.


“Sempre pautamos o bem da população, mas todo projeto que é colocado em pauta na Câmara tem que ser discutido, tem que ter a fundamentação. O que vai ser feito com esse recurso, são R$ 10 milhões aonde vai gerar uma dívida para o município. Respeito a população de Serrinha, e em respeito voto não a esse projeto porque eu preciso saber aonde será feito, e aqui estamos dando um cheque em branco para se discutir depois o que vai fazer. Se tirar da pauta e apresentar todas as ruas, tudo que será feito, pode sim contar com meu apoio, mas dessa forma não.”


O vereador Alex da Saúde afirmou que o empréstimo de R$ 10 milhões terá 36 meses de carência com juros de 7% ao ano e utilizou uma frase do presidente Lula para justificar o pedido para aprovação do projeto.


"Em tocante ao endividamento, quero pegar como exemplo o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, ele disse que se for o endividamento necessário para crescer, qual o problema? Absolutamente estamos aqui discutindo sobre o progresso de Serrinha".


Outros vereadores defenderam a aprovação do projeto afirmando que o mesmo precisa ocorrer pois diversas obras estão paradas ou ainda não saíram do papel por conta das dificuldades financeiras que o município atravessa.


Alguns outros edis pediram que haja uma fiscalização de perto onde serão utilizados os recursos, sendo possível até a criação de uma Comissão para poder estar acompanhando todo processo e execução.

Comments


Design sem nome.gif
bottom of page