top of page
Design sem nome.gif
  • Info Serrinha e Região

Sandro Magalhães analisa pesquisa apresentada e comenta sobre especulações de racha com secretário Osni

Atualizado: 20 de mar.

Pré-candidato concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira.


Foto: Arquivo pessoal/Instagram


O pré-candidato a prefeito de Serrinha pelo PT, Sandro Magalhães, concedeu entrevista ao jornal Serrinha Hoje, na Rádio Continental AM, onde falou sobre os episódios que ocorreram após a escolha por parte do deputado licenciado Osni Cardoso, que definiu o nome de Gika Lopes como o pré-candidato do partido na disputa eleitoral.


Logo após o anúncio, Sandro Magalhães gravou um vídeo onde reafirmou sua pré-candidatura, e passou a ser criticado por militantes do PT, principalmente pelos apoiadores de Gika Lopes, que alegaram que o presidente do PT Serrinha não estaria aceitando a pesquisa apresentada por Osni.


Segundo Sandro, a pesquisa apresentada não apresentava números que se chegassem a definição de um nome. "Em nenhum momento eu não aceitei uma pesquisa como possibilidade de definição, o que não aceitei é que fosse apresentado a mim uma pesquisa inconclusiva, sem condições de definição, com os números completamente diferentes do histórico e da série de pesquisas que vínhamos fazendo e acompanhando, fiz sete pesquisas nos últimos sete meses. Não estou rompendo com nenhum combinado, ao contrário da narrativa que algumas pessoas estão tentando fazer".


De acordo com Sandro, os números apre apresentam uma alta taxa de flutuação, e que a rejeição apresentada supera a aceitação com o nome de Gika Lopes. "O que estamos fazendo aqui é compreender que uma pesquisa que é inconclusiva, uma pesquisa que apresenta uma rejeição diferenciada para meu adversário interno, uma pesquisa que me apresenta uma aceitação mínima do meu adversário interno para mim, uma pesquisa que a taxa de desconhecimento sobre mim é muito maior do que meu adversário interno".


Sandro negou qualquer tipo de racha com o deputado licenciado Osni Cardoso. "Discordei, discordo e vou continuar discordando até o fim, mas continuo a dizer que a pesquisa que me foi apresentada ela é inconclusiva. Não definia ali nenhuma situação de quem estava bem, quem estava melhor. Não rachei com o deputado Osni, não estou aqui para tomar nenhuma decisão de rompimento com Osni porque discordar com nossa liderança não é romper. Eu não rompi com o deputado Osni. Ele tem uma presença em minha trajetória importantíssima, como eu também tenho uma presença na trajetória dele importantíssima".


Sandro Magalhães segue como pré-candidato a prefeito de Serrinha pelo PT.

留言


Design sem nome.gif
bottom of page