top of page
banneriptu_2024Prancheta-1.png
  • Thiego Souza

Maio Laranja: entender a diferença entre Educação Sexual e Sexualidade é um passo importante

Secretária de Desenvolvimento Social de Serrinha e Psicóloga falam sobre a importância do diálogo entre pais e filhos sobre Educação Sexual.


Falar sobre educação sexual ainda é alvo de tabu em muitas famílias. O tema, bastante debatido nos últimos anos, se tornou elemento de discussões entre conservadores e tradicionais, porém, saber a diferença entre Educação e sexualidade é importante para o bom diálogo com os jovens, que necessitam de orientações sobre questões voltadas ao corpo humano.


Em conversa com o Info Serrinha a psicóloga Thayse Lima falou sobre a importância dos pais terem um diálogo sobre educação sexual com os filhos. "Quando a gente fala em Educação Sexual é a melhor forma de prevenção desse abuso, e é completamente diferente a qualquer coisa voltada à sexualidade. São coisas completamente distintas. Se você pai, mãe, professor, de criança ou adolescente é importante você que esteja atenta a isso e faça a educação sexual que seria ensinar para a criança quais são as partes do corpo que pode ou não tocar, de que forma deve ou não tocar, quem pode e quem não pode ver o corpo dessa criança, então são coisas diferentes. É preciso que os pais fiquem alertas e saibam ter uma comunicação assertiva com as crianças".


A secretária de Desenvolvimento Social, Liz Oliveira, afirmou que o tabu precisa ser quebrado, e essa é uma das formas de ajudar a combater o abuso sexual. "Um dos pontos principais é você entender essa diferença para trabalhar em sua casa. É a forma que você conversa sexual com seus filhos para que eles entendam o que pode e o que não pode em relação ao corpinho deles, e isso evita muitos problemas, evita situações de abuso, e violência, então precisamos quebrar esse tabu, precisa falar sobre, conscientizar, porque só assim teremos respaldo e força para combater esse problema que é tão grave".


Durante o evento que marcou a abertura da campanha Faça Bonito, que faz parte do Maio Amarelo, a psicóloga Thayse Lima apresentou em tópicos alguns elementos de como fazer de maneira correta a Educação Sexual com as crianças e adolescentes:


- Ensinar que não pode tomar sem a permissão;

- Falar as partes do corpo e com os nomes certos;

- Não forçar a criança a tirar fotos, abraçar ou ir para colo de pessoas que ela não quer;

- Não trocar a roupa da criança em lugares públicos.



Commentaires


119144---BNI-728x90px-NOVA-BAHIA-SECOM-2024.png
bottom of page