top of page
Design sem nome.gif
  • Thiego Souza

Cantora de Serrinha clama por ajuda após mortes de gatos por envenenamento: "São muitos morrendo"

Diversos animais foram encontrados mortos por envenenamento na região da Rodoviária.


A cantora Andressa Queiróz gravou em suas redes sociais alguns stories denunciando as mortes de gatos por envenenamento. Os crimes contra os animais vêm sendo cometidos na região da Rodoviária de Serrinha, na Rua Maravilha, e há diversos relatos em outros locais também.


Em contato com o Info Serrinha a cantora relatou que alguns gatos mortos eram seus e de sua mãe, e revela ainda que essa situação já vem ocorrendo há um tempo. "Os gatos são meus e de minha mãe. Jão são dez da gente que morreram por envenenamento. Não são só os nossos, há relatos de outros moradores que perderam os seus gatos assim também. São muitos gatos morrendo, e eles não param".


O último gato que morreu chegou a receber atendimento veterinário, mas não resistiu. "Essa última chegou passando mal, agonizando, tentei salvá-la. O veterinário Dr. Berinho veio aqui em nossa casa, mas ela já estava morta. Foi muito horrível, por isso resolvi gravar os stories para pedir socorro para que alguém possa dar jeito".


De acordo com Andressa Queiróz a Secretaria do Meio Ambiente está ciente da situação e ficou de enviar uma equipe até o local para colher maiores informações sobre o ocorrido. O Ministério Público de Serrinha já foi acionado para tomar as providências e poder solucionar essa situação.


Desde 2020 que foi aprovada e sancionada a Lei que torna crime quem maltrata animais. Com o novo texto a pessoa pode pegar de dois a cinco anos de reclusão, além do pagamento de multa. O crime contra animais deixou de ser considerado de menro potencial ofensivo.


Com a mudança, a pessoa que for flagrada maltratando algum animal será enquadrada no art. 32 da Lei 9.605/98, ficando preso, e sem a liberação após assinatura do termo circunstanciado, além disso quem maltratar cães e gatos passará a ter registro de antecedente criminal, e em caso de flagrante será conduzido à prisão.


Comentarios


Design sem nome.gif
bottom of page