top of page
banner_728X90 (1).png
  • Thiego Souza

Caminhada marca o Dia Nacional das Tradições de Matrizes Africanas e Nações de Candomblé em Serrinha

Encontro reuniu representantes de terreiros e percorreu ruas do município.


Foi realizada em Serrinha na manhã do último dia 21 de março uma Caminhada em celebração ao Dia Nacional das Tradições de Matrizes Africanas e Nações de Candomblé. O evento foi iniciado na sede da Federação de Umbanda localizada na rua Bernardo da Silva, e seguiu por algumas ruas do município.


Diversas pessoas estiveram presentes. Sambas de rodas foram realizadas durante a caminhada. "Fomos comemorar, agradecendo a nossa existência, reafirmando nossos espaços, levando também um momento de'reflexão' nesse dia histórico para os Povos de Candomblé. Temos esse direito, somos de candomblé, somos de Axé, somos felizes. O candomblé é a soma de cultos belos, onde entregamos o nosso melhor ao Orixá, e recebemos o mesmo. Mas uma quartinha, mais uma vela , mas um padê arriado com prazer , com alegria na ruas , nas encruzilhadas da vida", disse Olujoná, representante do terreiro Ilé Áse Mucalessi, de Serrinha, ao Info Serrinha.


Em meio a tantos casos de intolerância religiosa, a lei assinada pelo presidente Lula que tornou o dia 21 de Março com Dia Nacional das Tradições de Matrizes Africanas e Nações de Candomblé é uma conquista em busca de igualdade perante os olhos dos preconceituosos.

"Hoje podemos gritar mais alto "Laroyê Exú" vá na frente olhe por mim, pelos meus, pelos nossos. Nós ensine a ser um coletivo, só assim veremos mudanças. Somos únicos escolhidos por Orixás, somos as nossas ancestralidades, somos transformações, somos água, fogo, vento terra. Candomblé é o que nos mantém de pé fortes".



728x90 Interior 2.jpg
bottom of page