top of page
banner_728X90 (1).png
  • Info Serrinha e Região

Artigo: Subestimam o eleitor serrinhense, mas ele vê tudo

Advogada analisa encontros e visita do governador a Serrinha.

Por: Júlia Oliveira


A vinda do Governador Jerônimo à Serrinha, no último dia 17, para inauguração de grandes e importantes obras, causou um verdadeiro reboliço na cidade por diversos motivos, mas um que chamou bastante atenção, foram os registros do então Prefeito Adriano Lima ao lado das principais lideranças do PT local.


Registre-se que as fotos do Prefeito ao lado do Governador são totalmente compreensíveis, partindo da premissa que ambos estão gestores públicos, assim as possíveis diferenças políticas (se existem) não dão espaço para a ingerência nas vidas dos cidadãos - na teoria, o interesse público, nesse momento, deve se sobrepor a qualquer interesse de grupo.


Ademais, foi sabido por todos que o Prefeito, no segundo turno das eleições, apesar de forte

campanha para o então presidenciável Jair Bolsonaro - algoz declarado do PT -, na eleição estadual apoiou o PT estadual.


Numa completa dissonância ideológica, todos esperavam que após o apoio no primeiro turno à candidatura de João Roma, o Prefeito declarasse apoio a ACM Neto, como dito, fato que não aconteceu e incomodou muitos esquerdistas locais, apesar de terem aceitado pacificamente tal situação.


Porém, essa união a nível local ainda incomoda a muitos, de forma que criou-se no município uma Frente Ampla Serrinhense (FAS), com a composição de partidos como o PSB, PSOL, Rede Sustentabilidade e PSD com o escopo de fazer enfrentamento a essa realidade (abrindo convite para outros partidos da esquerda e centro-esquerda).


É preciso reverberar que as citadas fotos tiradas reacenderam várias críticas à prática política de Serrinha. O que mais se ouviu e leu nas inúmeras redes sociais foram as pessoas nivelando as lideranças políticas locais: “São todos iguais, brigam hoje e amanhã estão abraçados, e o povo feito de trouxa”.


Porém, é preciso relembrar que na última reunião entre a FAS e os dirigentes locais do PT, foi afirmado por estes o compromisso com o povo e a não união com aqueles que abrem mão do brio próprio (se é que tem), em nome apenas da mantença do poder - e os benefícios indevidos do seu mal uso/abuso. Do contrário, a FAS já declarou publicamente que lançará, de maneira independente, uma candidatura própria para fazer frente ao desmantelo e à imoralidade nesse município.


Para aqueles que tentam desprezar a luta alheia, vale lembrar que a política não é uma ciência exata, há diversos fatores que influenciam uma eleição, de forma que a credibilidade ou falta dela são critérios utilizados pelos eleitores, mesmo que de forma inconsciente. Surpresas eleitorais costumam acontecer, as conhecidas zebras.


Precisamos urgentemente acabar com nossa síndrome de vira-lata, em que não nos achamos potentes o suficiente para fazermos os enfrentamentos que tanto precisamos. Se sairmos de nosso limite territorial e mental, perceberemos, com base em evidências, que muitos lugares (não só fora do país) estão implantando boas governanças. Se é possível lá, aqui também é, basta nos entendermos grandes, como realmente somos.


Assim, que as próximas fotos de eventos políticos revelem a confiabilidade das relações, assegurando ao povo que a política não é um ambiente tóxico, falso, sorrateiro e que eles podem confiar nas suas lideranças locais. E chega de naturalizarmos a “prostituição da política”, pois a política exige ética, respeito ao povo, honradez nos pactos, compromisso com o dinheiro público, seriedade no trato e credibilidade entre o agir em consonância com o fazer. É o que buscamos.


Júlia Oliveira

Advogada e Presidente PSB/Serrinha


** Este texto é pessoal e não reflete, necessariamente, a opinião do Info Serrinha

119144---BNI-728x90px-NOVA-BAHIA-SECOM-2024.png
bottom of page