top of page
banner_728X90 (1).png
  • Thiego Souza

"Antes de se apresentar um nome tem que ter um projeto para a cidade", avalia Sandro Magalhães

Presidente do PT/Serrinha tem nome especulado para concorrer nas eleições em 2024.


As especulações diante das eleições 2024 para a sucessão municipal em Serrinha já iniciaram. Diversos nomes para concorrer estão sendo especulados, ventilados, entre eles o atual presidente do PT Serrinha, Sandro Magalhães.


Em entrevista ao radialista Fernando Lima, na Rádio Continental AM, na manhã desta sexta-feira, 16, Sandro Magalhães comentou sobre as especulações e afirma ser bastante precipitado se discutir nomes antes de se apresentar projetos.


"Falta muito tempo para eleições, e é muito precipitado que a gente discuta só questões de nomes, acho que é muito imaturo porque antes de você apresentar um nome para concorrer nas eleições municipais, que é algo muito sério, tem que se ter duas coisas muito importantes: um projeto para a cidade, projeto que aprimore a gestão, que se avalie o que se tem de negativo na gestão atual, o que se teve de negativo na nossa própria gestão, e o que tem e teve de positivo nessa e na nossa, então a partir daí se apresentar um projeto para resolver os problemas da cidade que são muitos. Depois de se apresentar o projeto tem que se ter um grupo político, tem que ter uma articulação, e por fim se define um nome".


Segundo Sandro o próximo gestor não pode ser um aventureiro, precisa ter conhecimento de gestão. "Os nomes terão que ter competência para se tocar esse projeto pra frente, tem que ter capacidade de diálogo, não pode ser um nome do "oba-oba", tem que ser um nome que tenha representatividade e capacidade de gestão. Serrinha não merece ficar nas mãos de uma pessoa que não tenha competência técnica para gerir a cidade. Gerir a cidade não é brincadeira".


Pelo lado do PT em Serrinha alguns nomes são especulados como Sandro Magalhães, Gika Lopes e Ito Cardoso.


728x90 Interior 2.jpg
bottom of page